Mês das crianças: 8 livros infantis que toda criança deveria ler!

Equipe - Publicado na categoria Dicas de leitura em 09/10/2020


A literatura é uma ferramenta essencial para o desenvolvimento das crianças, tanto no ambiente escolar como em seu convívio social. Isso porque favorece a abordagem de temas muitas vezes complexos, por meio de uma abordagem leve e divertida. A descoberta dos sentimentos e das maneiras de se relacionar com os outros são exemplos de situações representadas nos livros infantis.

Ao verem suas experiências retratadas em personagens, mesmo que de forma lúdica, as crianças conseguem entender um pouco mais sobre si mesmas e sobre o universo ao seu redor. Por isso, é tão importante que os livros infantis estejam sempre presentes em sua rotina.

No mercado existem inúmeras opções de títulos infantis, mas alguns livros precisam ser destacados! Eles se sobressaem por diferentes motivos, como a qualidade da escrita, das ilustrações ou por ser serem clássicos da literatura nacional. Por esse motivo, preparamos esta lista com indicações de livros infantis e juvenis que toda criança deveria ler.

Aproveite-as para ampliar o seu catálogo ou presentear uma criança com um universo de novas experiências.

Saiba quais livros infantis toda criança deveria ler:

Chapeuzinho Amarelo e Os Saltimbancos:

Chapeuzinho Amarelo e Os Saltimbancos, publicados originalmente em 1970 e 1977, respectivamente, são clássicos da literatura infantil brasileira e, mesmo tantos anos após a primeira edição, seguem encantando as crianças.

Chapeuzinho Amarelo, escrito por Chico Buarque e ilustrado por Ziraldo, ensina uma valiosa lição sobre coragem e medo.

Em Os Saltimbancos, que também traz ilustrações de Ziraldo, Chico Buarque divide a autoria com Sérgio Bardotti (letras) e Luis Enriquez Bacalov (músicas). Com a obra, inspirada em “Os músicos de Bremen”, dos Irmãos Grimm, as crianças têm a oportunidade de aprender com os personagens a respeitar ao próximo e sobre solidariedade.

O Garoto da Camisa Vermelha e O Chefão lá do morro:

O Garoto da Camisa Vermelha e o Chefão lá do morro foram escritos por Otávio Júnior, morador do Morro do Alemão, no Rio de Janeiro. O autor retratou nas páginas dos seus livros a realidade dos moradores da comunidade, bem como as suas experiências como uma criança nascida e criada na periferia.

Em Chefão lá do morro, Otávio Júnior retrata a relação das crianças da comunidade com o “chefão do morro”. Ao longo da sua narrativa, ele descreve para o leitor a relação entre as crianças com a figura do chefão, sempre mantendo em segredo a sua identidade, que só descobriremos no final, assim como a rotina de toda a comunidade.

A infância dessas crianças é também retratada em Garoto da Camisa Vermelha, cuja história é baseada nas vivências do autor. O livro narra o encontro de Juninho com uma caixa de livros descartada no lixão e como essa descoberta inspirou transformações e mudanças na realidade.

As duas obras, ilustradas por Angelo Abu, são essenciais para que crianças como ele se vejam representadas na literatura brasileira. Por consequência, as obras de Otávio Júnior também levam a realidade dessa comunidade até outras pessoas.

Acorde o sol, Don Aderbal!:

Acorde o sol, Don Aderbal! é escrito por Monika Papescu e ilustrado por Jean-Claude Alphen. O livro conta a história de Don Aderbal de La Crista Roja, um galo que canta muito fraco e não consegue acordar o Sol.

A sua dificuldade irritou os moradores da cidade, que decidiram tomar medidas drásticas! Porém, Don Aderbal foi surpreendido ao ser salvo por Duda, um menino com um jeito diferente de pensar. Uma história aparentemente simples, mas repleta de lições para as crianças.

Através de uma história divertida, as crianças aprendem, por exemplo, a importância das amizades e sobre como lidar com os seus problemas.

Inventadeira de besteira, eu?!:

Inventadeira de besteira, eu?! é escrito por Sonia Junqueira e ilustrado por Elisabeth Teixeira. Nesse livro a autora compartilha as experiências de Sandra, uma aluna da quarta-série que gosta de dançar, de ir ao cinema e, principalmente, das palavras.

Apesar de ser uma garota alegre e divertida, Sandra passa por situações difíceis na escola. Após contar por acidente um segredo para seu primo Lalo, ela começa a sofrer com gozações e zombarias de todo o mundo. Para superar essa situação, Danda, como é chamada pelos amigos e familiares, utiliza então sua imaginação.

Durante toda a história a autora aborda temas recorrentes na vida das crianças, sempre de forma delicada e divertida. Por esse motivo, a obra de Sonia Junqueira está entre os livros infantis que toda criança deveria ler.

Mil coisas que podem acontecer:

Escrito e ilustrado por Jacobo Fernández Serrano e traduzido por Luis Reyes Gil, Mil coisas que podem acontecer conta a aventura de Leda e Mercurim, os filhos do rei do mar. Ao perceberem que o aniversário do seu pai, Pindo IV, O Tratável, está chegando, os irmãos vão em busca do presente perfeito. Mas esta tarefa, aparentemente fácil, revela uma trajetória repleta de surpresas.

O livro é um convite para que as crianças embarcarem no mundo lúdico dos personagens. Assim como revelado no título, muitas situações acontecem ao longo da sua narrativa — todas elas ilustradas com ricos detalhes. Mil coisas que podem acontecer é, portanto, uma ótima dica de leitura para estimular a criatividade das crianças.

Dr. Urubu e outras fábulas:

Finalizamos a nossa seleção com indicações de livros infantis citando outro clássico da literatura infantil: Dr. Urubu e outras fábulas. Esse é um dos poucos livros infantis escritos por Ferreira Gullar, um dos maiores poetas brasileiros e um dos grandes nomes da literatura internacional.

Ilustrado por Cláudio Martins, Dr. Urubu e outras fábulas reúne poesias que retratam crianças descobrindo o universo dos animais. Todas são ambientadas em um universo lúdico e engraçado, mas que deixa perceptível a preocupação do autor com a relação entre os homens e os bichos.

Ao embarcar na história criada por Ferreira Gullar, as crianças aprendem a respeitar os animais e sobre valores importantes, como o respeito e a empatia. Isso sem deixar a diversão de lado, já que este clássico da literatura infantil permite que elas usem a sua criatividade para adentrar em um universo repleto de diversão.

Gostou das nossas sugestões de livros infantis? Então, aproveite para adquirir o seu exemplar destes títulos e compartilhe esta publicação nas suas redes sociais.

Tags:  literatura infantil,  editora yellowfante,  clássicos infantis,  livros infantis


Comentários