Grupo Autêntica

Autêntica Business Infantil e juvenil Yellowfante Gutenberg Nemo Vestígio Play

Jean-Claude Alphen

Comecei como caricaturista do Jornal da Tarde, em São Paulo, quando ele ainda tinha um espaço generoso para desenhos. Emendei com livros didáticos, ilustrados durante o tempo em que precisei construir uma casa, plantar árvores e ter duas filhas. Mas minha paixão era mesmo outra: transpor para o papel as palavras dos autores de literatura para crianças.

Hoje tenho mais de 40 livros ilustrados e também comecei a escrever minhas próprias histórias – e já são quatro os livros autorais. Ainda em 2010, publicarei um novo livro de minha autoria; nele, o texto já rivaliza com a ilustração, ou melhor, faz uma parceria equilibrada com ela. Aos poucos, vou me familiarizando com a ideia de também ser autor.

Nasci no Rio de Janeiro e costumo dizer que sou metade croissant, metade tapioca: meu pai é francês e minha mãe é das Alagoas. Uma mistura que me deu a oportunidade de viver meus 10 anos de criança numa terra às vezes muito gelada, mas que me deu muitas das referências que hoje em dia aparecem no meu trabalho.

Sem a leitura das aventuras de Astérix , Tintin e Gaston Lagaffe, acho que eu não teria tanta intimidade com o humor que me caracteriza hoje como ilustrador. Já o Brasil me deu o pigmento e a luminosidade das cores.

Me diverti muito ilustrando o pequeno garnizé Aderbal: primeiro, porque simpatizo muito com esse galinho, e depois porque o texto é muito bem–humorado.

Acho o humor fundamental. Uma pessoa séria o tempo todo é de uma chatice que ninguém merece!
Minha técnica para ilustrar é uma miscelânea: pastel e lápis de cor com interferência digital. Quem sabe, um dia, ainda terei a alegria de ver meus textos ilustrados por colegas?

Receba as novidades da Yellowfante
Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.