O ouro de Quipapá

(autoria), (tradução)

Carregando...

Com seu conhecimento e afeto pelo “Brasil profundo”, o tradutor de meus livros para o francês mostra ser, ele mesmo, um escritor com recursos maduros, aqui amparados em uma trama engenhosa e surpreendente.
Edney Silvestre

Com este emocionante O ouro de Quipapá, Hubert Tézenas se insere na velha e longa linhagem de intelectuais e artistas franceses que ousaram enfrentar o enigma brasileiro: Léry, Thévet, D’Évreaux, Debret, Taunay, Verger, Bastide, Lévi-Strauss. Garanto que o leitor se sentirá em casa.
Alberto Mussa

Hubert Tézenas não é apenas um autor de romance policial. É, sobretudo, um grande autor, com tratamento artístico, do texto e dos personagens. O leitor acompanhará o livro com grande paixão pela qualidade das palavras, pelo envolvimento da história, pelos personagens tão bem construídos quanto vivos e atuantes. Isto mesmo, quem estiver lendo este romance se sentirá atraído por um grande sonho, vivendo todas as circunstâncias e situações.
Raimundo Carrero

“Nunca pôs os pés na Zona da Mata. Apenas aprendeu na escola que as plantações de cana-de-açúcar substituíram ali uma imensa floresta tropical outrora povoada por índios. Seria incapaz de localizar Quipapá num mapa do estado. Nunca se aventurou a mais de trinta quilômetros do Recife. Tem uma visão um tanto apocalíptica do mundo rural: ela se reduz ao que leu no jornal ou viu na televisão. Imagina o interior de Pernambuco como uma selva sanguinária onde a única lei em vigor é a lei do mais forte. E onde potentados medievais esmagam pela violência e pelo suborno massas de miseráveis ignorantes e desdentados por chuparem cana o dia inteiro – sempre prontos a se entrematarem a machadadas por um pedaço de pão ou um olhar de soslaio.”

Recife, 1987. No escaldante e abafado outono nordestino, Alberico Cruz, um homem comum, corretor de imóveis, é testemunha de um crime. De principal suspeito, torna-se o culpado ideal. Acusado de assassinato, nosso anti-herói se vê brutalmente lançado no inferno da prisão. Sua luta pela sobrevivência o introduz em um mundo de violência do qual nada conhece: o mundo dos senhores da cana-de-açúcar, às portas do sertão pernambucano.
Uma crítica social implacável, na qual a verdade tem pouco espaço, e a honestidade, valor meramente opcional, não resiste ao poder dos grandes. Um romance que joga uma luz crua sobre um país cheio de contradições, onde a violência social predomina e forças antagônicas se enfrentam brutalmente.

Páginas: 176 • Formato: 13,8 x 21 cm • Acabamento: brochura • Título original: L’or de Quipapá – Conte noir • Editora origem: Les Éditions L’Ecailler • ISBN: 9788582860939 • Código: 11545 • Área temática: Romance Policial • Editora Vestígio • Edição: 1 • Mês/Ano de publicação: 09/2014

R$ 39,80


Distribuidores e Livrarias:
Disponível somente para pedidos de compra.
Tel. (11) 3034-4468


Resenhas sobre o livro

Mostrar todas ↓

Material para imprensa Press kit para jornalistas

Obras da mesma área

Recursos desumanos Recursos desumanos Pierre Lemaitre
Arrivederci amore, ciao Arrivederci amore, ciao Massimo Carlotto
Vestido de noivo Vestido de noivo Pierre Lemaitre
A fera interior A fera interior Lotte e Søren Hammer
Receba as novidades da Editora Vestígio
Vendas institucionais e licitações
International calls
+55 (11) 3034 4468
Belo Horizonte
Rua Carlos Turner 420, Bairro Silveira,
Belo Horizonte - MG, CEP 31140-520,
Tel. (31) 3465-4500
São Paulo
Av. Paulista, 2073, Conjunto Nacional,
Horsa I, 23º andar , Conj. 2310, 2311, 2312
Cerqueira Cesar, São Paulo - SP, CEP 01311-940,
Tel. (11) 3034-4468
Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.