Pílulas azuis Código da coleção 0683L21612
de Frederik Peeters , Tradução: Fernando Scheibe.

Sinopse

Nesta narrativa gráfica pessoal e de rara pureza, por meio de um roteiro simples e de temas universais (o amor, a morte), Frederik Peeters conta sobre seu encontro e sua história com Cati, envolvendo o vírus ignóbil que entra em cena e muda tudo, e todas as emoções contraditórias que ele tem de aprender a gerenciar: amor, raiva, compaixão. Pílulas azuis nos permite acompanhar, sem nenhum vestígio de sentimentalismo, através de um prisma raramente (senão nunca) abordado, o cotidiano de uma relação cingida pelo HIV, sem deixar de lançar algumas verdades duras e surpreendentes sobre o assunto. Apesar da seriedade do tema, Pílulas azuis é uma obra cheia de leveza e humor. Não é à toa que é considerada por muitos a obra-prima de Frederik Peeters. Uma das mais belas histórias de amor já publicadas.


Código: 0683L21612 Vestígio Total de páginas: 224


Leia um trecho


Material Audiovisual PNLD LITERÁRIO 2022

Material digital do estudante

Material digital do professor

Autoria

Frederik Peeters

Nascido em 1974, é um renomado quadrinista suíço. Sua obra mais conhecida, Pílulas azuis, venceu o Polish Jury Prize no festival internacional de Angoulême. A série Aâma, de quatro volumes, também publicada pela Nemo, foi aclamada no mesmo festival em 2013, tendo recebido o prêmio de Melhor Série pelo seu segundo volume. Sua obra mais recente publicada no Brasil, Oleg, figurou em várias listas de melhores do ano. Frederik atualmente vive com sua esposa e seus dois filhos em Genebra.

Tradução

Fernando Scheibe

Doutor em Teoria Literária pela UFSC (com tese sobre o conceito de soberania na obra de Georges Bataille) e tradutor. Traduziu, entre outros, Divagações de Stéphane Mallarmé, O erotismo de Georges Bataille, a revista Acéphale (1936-1939), Locus Solus de Raymond Roussel, Ontologia do acidente de Catherine Malabou, A semelhança informe ou o gaio saber visual segundo Georges Bataille de Georges Didi-Huberman, e boa parte da obra de Mœbius.