A ilha do tesouro
de Robert Louis Stevenson, Ilustrações: Louis Rhead , Tradução: Márcia Soares Guimarães.

Sinopse

Com a morte do pirata Billy Bones na hospedaria Almirante Benbow, Jim Hawkins, um menino de 12 anos, abriu o baú do velho lobo do mar e descobriu, além de moedas de várias nacionalidades, o mapa de uma ilha onde haveria um tesouro enterrado pelo terrível Capitão Flint.

Jim mostrou o mapa para Dr. Livesey e Sir Trelawney, homens influentes da região. Logo partiram no navio Hispaniola para uma expedição à ilha. A tripulação tinha como cozinheiro Long John Silver, um veterano do mar que havia trabalhado no barco de Flint. Silver os ajudou a escolher o restante da tripulação, homens experientes, entre os quais alguns aliados de Long John – que, como tantos outros piratas, queria mesmo era pegar o tesouro.

A partir daí, começa uma eletrizante aventura, com lutas, armadilhas, mortes sangrentas, barcos à deriva, tempestades e descobertas impressionantes.

Trama cheia de traições e reviravoltas, A ilha do tesouro tem todos os ingredientes para manter o leitor empolgado e sem fôlego a cada página. Clássico para ler e reler muitas vezes, a obra é, muito provavelmente, uma fonte na qual beberam os autores da série Piratas do Caribe, entre outros.


Total de páginas: 272 Formato: 16 x 23 cm Acabamento: Brochura ISBN: 9788582355299 Código: 0508L20603 Gutenberg Edição: 2


Material Audiovisual PNLD LITERÁRIO 2020

Autoria

Robert Louis Stevenson

Nasceu em Edimburgo (Escócia), em 13 de novembro de 1850. Autor extremamente versátil, Stevenson abordou ao longo de sua carreira os mais diversos gêneros literários, da poesia ao romance policial, do romance histórico ao conto fantástico. O coração de sua obra é a questão moral. Stevenson é considerado um dos maiores representantes do complexo movimento literário que se opôs ao Naturalismo e ao Positivismo. A originalidade de sua narrativa pode ser percebida pelo equilíbrio entre a fantasia e o estilo claro, preciso e vigoroso. Ficou inesperadamente famoso com a publicação de A Ilha do Tesouro (Treasure Island, 1883), ainda hoje seu livro mais conhecido. Com esse romance, Stevenson promoveu uma verdadeira renovação da tradição do romance de aventura. Em 1886, publicou O Médico e o Monstro (The Strange Case of Dr. Jekyll and Mr. Hyde), que também contribuiu – e muito – para gravar o nome de Robert Louis Stevenson na história da grande narrativa mundial do século XIX. Morreu em Upolu, nas ilhas Samoa, em 3 de dezembro de 1894.

Ilustração

Louis Rhead

Tradução

Márcia Soares Guimarães

nasceu em Belo Horizonte, onde vive. Formou-se em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais, mas seu interesse maior sempre foi por línguas estrangeiras. Tem certificados de proficiência em francês e inglês e fez cursos nos EUA. Morou algum tempo na Inglaterra, país pelo qual é apaixonada e que visita sempre que pode. Foi professora de inglês por mais de 20 anos; hoje, é tradutora e revisora. Para ela, traduzir O castelo encantado foi uma viagem fascinante no tempo, no espaço, na imaginação.