Grupo Autêntica

Fique por dentro do Grupo Autêntica

  • Notícias
  • Press Kit (Releases)
  • Saiu na Imprensa
  • Eventos
  • Contato
    (exclusivo para imprensa):

Press kit: "Governo Bolsonaro: retrocesso democrático e degradação política"

Livro investiga retrocessos da primeira metade do Governo Bolsonaro e aponta futuro ainda mais desafiador

Conclusão está presente no livro Governo Bolsonaro: retrocesso democrático e degradação política, que reúne artigos de especialistas das principais universidades brasileiras

A Autêntica Editora (Grupo Autêntica) prepara para abril o lançamento de Governo Bolsonaro: retrocesso democrático e degradação política. A obra traz uma minuciosa análise dos dois primeiros anos do atual governo federal sob a ótica de antropólogos, sociólogos, cientistas políticos, economistas e especialistas em relações internacionais das principais universidades brasileiras.

A organização do conteúdo ficou a cargo do cientista político Fábio Kerche, professor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio); e dos professores do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Leonardo Avritzer e Marjorie Marona.

Os mais de 30 artigos publicados neste livro utilizam abordagens metodológicas e teóricas diversas, mas convergem na conclusão de que o período estudado foi marcado pelo retrocesso político e institucional. “Não há um aspecto, da economia às políticas públicas, passando pela relação com a imprensa ao sistema de Justiça, das relações internacionais ao convívio com os movimentos sociais, em que estejamos melhores do que no passado recente”, atestam os organizadores.

Governo Bolsonaro: retrocesso democrático e degradação política está dividido em seis seções. A primeira parte apresenta uma discussão mais geral, que confronta o bolsonarismo com sua dupla natureza: como movimento e como forma de governo. Na segunda seção, o leitor encontrará um conjunto de capítulos dedicados a analisar o governo Bolsonaro a partir de sua relação com o Congresso Nacional e os partidos políticos, com o Supremo Tribunal Federal e as novas dinâmicas federativas.

Na terceira, especialistas dedicam-se a análise de duas importantes instituições do sistema de Justiça – a Polícia Federal e o Ministério Público –, abordando, ainda, questões relacionadas a rede de accountability, a burocracia e a ostensiva presença de militares no Palacio do Planalto e adjacências.

Já na quarta seção estão agregadas análises no campo das políticas públicas, com atenção à saúde, educação, meio ambiente, segurança pública, distribuição de renda, direitos humanos e minorias, as reformas trabalhista e previdenciária, política externa e economia.

As novas formas de representação e o destino da participação política, bem como as inflexões dos movimentos sociais, são temas da quinta seção da obra, que contempla, ainda, a análise de importantes elementos de cultura política, como o bolsonarismo e a nova direita no Brasil, valores democráticos e autoritarismo, preferencias políticas, religião e novas lideranças evangélicas.

Análises da relação do governo Bolsonaro com a imprensa, seu uso das redes sociais e das fake news, e seus impactos sobre a opinião pública finalizam esta obra, cujos diagnósticos, necessários, não apresentam um cenário otimista, nem perspectivas promissoras para a segunda metade da presidência de Bolsonaro. “Por isso, o desejo mais apropriado aos leitores talvez seja o de coragem. Que estas análises ajudem na recuperação das práticas democráticas e na reconstrução de políticas públicas efetivas de que o Brasil tanto precisa”, afirmam os organizadores.

SOBRE OS ORGANIZADORES
Leonardo Avritzer é professor titular da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Possui graduação em Ciências Sociais e mestrado em Ciência Política pela mesma instituição, doutorado em Sociologia Política pela New School for Social Research e pós-doutorado pelo Massachusetts Institute of Technology. Foi professor visitante da Universidade de São Paulo, da Tulane University e da Universidade de Coimbra; diretor da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais e presidente da Associação Brasileira de Ciência Política. É membro do Conselho Consultivo da International Political Science Association (IPSA) e autor dos seguintes livros: Democracy and the Public Space in Latin America (2002) e A moralidade da democracia (1996, prêmio ANPOCS de melhor livro do ano), Participatory Institutions in Democratic Brazil (2009), Los Desafíos de la Participación en América Latina (2014).

Fábio Kerche possui graduação em Ciências Sociais, mestrado em Ciência Política e doutorado em Ciência Política, todos pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Também é professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política do IESP-UERJ. Foi pesquisador/professor da Fundação Casa de Rui Barbosa. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em sistema de justiça, atuando principalmente nos seguintes temas: Ministério Público, Poder Judiciário, democracia e accountability.

Marjorie Marona é professora do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (DCP/FAFICH/UFMG). Coordenadora do Observatório da Justiça no Brasil e na América Latina (OJb-AL/UFMG). Pesquisadora do Instituto da Democracia e Democratização da Comunicação- INCT/IDDC. Secretaria Executiva da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), biênio 2020-2022. Doutora em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (2013) com estágio de doutoramento no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (2011-2012). Mestre em Filosofia do Direito pela UFMG (2004) e graduada em Direito (2001). Co-organizou Justiça no Brasil: às margens da democracia (Arraes, 2018), O Constitucionalismo Democrático Latino-Americano em Debate: soberania, separação de poderes e sistema de direitos (Autêntica, 2016) e Cartografia da Justiça no Brasil: uma análise a partir de atores e territórios (Saraiva, 2014). Atua nas áreas de teorias da justiça, instituições judiciais, constitucionalismo e democracia.

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de comunicação pelo e-mail ou pelo telefone (31) 3465-4500 (ramal 207).

← Voltar

Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.