Grupo Autêntica

Fique por dentro do Grupo Autêntica

  • Notícias
  • Press Kit (Releases)
  • Saiu na Imprensa
  • Eventos
  • Contato
    (exclusivo para imprensa):

Release - A mente e o significado da vida

01/01/2007 — Assessoria de Comunicação

O livro A mente e o significado da vida chega ao mercado pela Gutenberg Editora com a proposta de mostrar que é por meio do autoconhecimento que o indivíduo pode viver de acordo com a sua subjetividade. Em um tempo marcado pelo consumo, pelo caráter descartável e efêmero dos produtos e relações e pela falta de tempo para olharmos para si, é comum o ser humano ir levando a vida, recorrendo ao autoengano e à ilusão, atribuindo a ela significados que os conforta e os convém. O autor, especialista em Neurologia e Gerontologia, Pedro Paulo Monteiro alerta para o perigo dessa prática. Segundo ele, é necessário que cada pessoa se guie por sua bússola individual: a mente. Sem se enganar, olhando sem distorções para o seu baú de referências, experiências, impressões, valores, comportamentos, medos e anseios o indivíduo estará mais perto de se compreender e enxergar o que realmente quer para si e para sua vida, estando apto a tomar decisões mais conscientes e responsáveis.

Logo na introdução do livro o autor indaga: “Ao apertar a sua mão o que você sente? A sensação está na mão ou no cérebro?” Com essa pergunta Pedro Paulo Monteiro quer mais do que uma resposta, ele sinaliza a importância de o ser humano conceber o corpo em sua totalidade. Acenando com questões como: “O que somos na travessia do tempo?”; “Qual o significado da vida?”; “Podemos concluir o que nos propomos a fazer”, o autor quer provocar inquietações no leitor. Afinal, ele acredita que a incerteza é campo fértil para a criação e para o movimento.

O livro trata ainda da diferença entre mente e cérebro, e da questão do paradigma pós-humano, referenciado no avanço tecnológico cujos instrumentos modernos fornecem todas as certezas, quantificando e somando, por meio de medidas precisas fundamentadas em uma lógica linear que tudo pode explicar. Segundo o autor, infelizmente, muitos acreditam que o ser humano em si é insuficiente e sua forma biológica inadequada às demandas do meio. Em tempos de relativização de valores, e de queda de um meta-relato que guie os indivíduos, cabe a cada um escrever sua própria cartilha à medida que se vive. E para isso, é fundamental o autoconhecimento. Só temos acesso à nossa própria mente. E é por isso que Pedro Paulo Monteiro é autor e também personagem deste livro de narrativa inquietante e criativa.

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de comunicação pelo e-mail ou pelo telefone (31) 3465-4500 (ramal 207).

← Voltar

Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.