Grupo Autêntica

Autêntica Business Infantil e juvenil Yellowfante Gutenberg Nemo Vestígio Play

Fique por dentro do Grupo Autêntica

  • Notícias
  • Press Kit (Releases)
  • Saiu na Imprensa
  • Eventos
  • Contato
    (exclusivo para imprensa):

    (31) 3465-4500 (ramal207)

Pesquisadores refletem sobre as perspectivas da Educação Matemática

14/09/2012 — Assessoria de Comunicação - Pluricom

Vertente da Educação Matemática, a Etnomatemática surgiu em meados dos anos 1970, com base em críticas sociais sobre o ensino tradicional da matemática, como a análise das práticas matemáticas em seus diferentes contextos culturais. Sua principal referência é o brasileiro Ubiratan D’Ambrosio. Após 40 anos, pesquisas recentes apontam para novas perspectivas e funcionalidades da Educação Matemática em relação a sua política de conhecimento e de ensino. Em Etnomatemática em movimento, lançamento da Autêntica Editora, as pesquisadoras Gelsa Knijnik, Fernanda Wanderer, Ieda Maria Giongo e Claudia Glavam Duarte refletem sobre os rumos para a prática docente na área.

Apoiadas nos filósofos Michel Foucault e Ludwig Wittegenstein, as autoras propõem ideias e formulações para a construção de modelos de escolarização, que incluem conteúdos além daqueles usualmente integrantes do currículo escolar, a partir de análise da situação educacional no país e das novas configurações econômicas, sociais, culturais e políticas do mundo atual.

Em sua primeira parte, o livro revela o que já foi produzido neste campo do conhecimento, evidenciando o que há de comum e particular entre eles. Já na segunda e na terceira partes, a discussão gira em torno das pesquisas realizadas pelas autoras junto ao Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Educação Matemática e Sociedade, da Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), no Rio Grande do Sul, apresentando exemplos do uso desta perspectiva em distintas conjunturas, que questionam o discurso da matemática comumente praticado nas escolas, e a identificação de jogos de linguagem matemáticos ainda descartados nas práticas pedagógicas.

Conta, em seu final, com uma reflexão sobre as responsabilidades dos educadores e os efeitos da colaboração de estudos e pesquisas para com as práticas escolares, além de uma completa bibliografia voltada aos professores que buscam se aprofundar mais no assunto. A obra integra a coleção Tendências em Educação Matemática, com mais de 20 títulos, que procuram suprir a demanda por textos dirigidos a professores e pesquisadores, estreitando as interações entre a Universidade que produz pesquisa e os diversos cenários onde se realiza a Educação Matemática.

Sobre as autoras
Gelsa Knijnik é licenciada e mestre em Matemática, com doutorado em Educação. É professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unisinos.

Fernanda Wanderer é licenciada em Matemática, com mestrado e doutorado em Educação. É professora da Faculdade de Educação da UFRGS. Ieda Maria Giongo é doutora em Educação, atua no Centro Universitário Univates de Lajeado (RS), em cursos de graduação e no mestrado profissional em Ensino de Ciências Exatas.

Claudia Glavam Duarte é doutora em Educação, professora do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de comunicação pelo e-mail ou pelo telefone (31) 3465-4500 (ramal 207).

← Voltar

Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.