Fique por dentro do Grupo Autêntica

  • Notícias
  • Press Kit (Releases)
  • Saiu na Imprensa
  • Eventos
  • Contato
    (exclusivo para imprensa):

    (31) 3465-4500 (ramal207)

"Clássicos juvenis ganham versões modernas em 2013", no jornal Bom Dia, de Itatiba

14/01/2013 — Katia Saisi, Jornal Bom Dia

O ano novo começa com ótimas notícias. A Autêntica Editora está atualizando o que existe de melhor na literatura universal destinada ao público juvenil. Cinco clássicos de domínio público já estão em processo de tradução e edição coordenada pela premiada escritora e editora Sonia Junqueira. São todos lançamentos de obras que permaneceram ao longo do tempo e trazem importantes mensagens sobre valores humanos universais e atemporais. Todas elas ganham traduções inéditas e projetos gráficos modernos. O primeiro título está previsto para ser publicado já agora em janeiro. Trata-se de O Castelo Encantado, da escritora e poetisa inglesa Edith Nesbit (1858-1924), conhecida por E. Nesbit.

Publicado originalmente em 1907, O Castelo Encantado (R$ 35,00), em tradução de Márcia Soares Guimarães, traz as aventuras de três irmãos ingleses que, durante as férias escolares, encontram e exploram um castelo encantado, com os costumeiros fantasmas e sortilégios. Porém, o castelo do título é, na verdade, uma típica propriedade rural inglesa vista pelos olhos das três crianças, Gerald, James e Kathleen, que nela vivem grandes aventuras. O lago, bosques e estátuas de mármore, torres brancas e torreões que compõem a paisagem criam um clima de conto de fadas, reforçado quando as três crianças encontram em um labirinto, num jardim de rosas, uma “princesa” adormecida. Com ela, vivem aventuras inacreditáveis, facilitadas sobretudo por um certo anel da invisibilidade… A obra ilustra bem o gênero inaugurado por E.Nesbit, que vem fascinando gerações em todo o mundo: aventuras de encantamento tendo, como cenário, lugares comuns e cotidianos. Ela escreveu ou colaborou com mais de 60 livros de ficção para crianças, e várias de suas obras foram adaptadas para o cinema e para a televisão. As ilustrações são do escocês Harold Robert Millar (1869-1940), conhecido pelo traço impecável, pela perspectiva e pela atenção aos detalhes.

Os outros quatro títulos serão lançados ao longo de 2013. As capas reproduzidas abaixo são de edições antigas e provavelmente serão reconhecidas por pais e avós que tiveram a oportunidade de ler seus originais. As novas edições programadas pela Autêntica Editora prometem agradar o jovem contemporâneo.

Largamente conhecida no século XIX por seus livros de literatura infantil, a Condessa de Ségur (1799-1874), escritora russa que viveu e escreveu na França, conta a história de Cadichon, um burro cinzento que protagoniza e narra as Memórias de um Burro, obra publicada em 1860. O personagem passa por situações difíceis e heroicas e, ao longo das aventuras, aprende muito e adquire valores como solidariedade, honra, lealdade, honestidade, amizade.

Sua história, traduzida por Vera Chacham, prova que, apesar da arrogância e do desprezo dos homens para com esses animais, o burro pode ser amigo, companheiro e útil na adversidade.

Defensor do movimento romântico encabeçado por Victor Hugo, o escritor francês Théophile Gautier (1811-1872) cultivou os mais diversos gêneros literários, mas marcou a literatura universal com seu romance O romance da múmia – em tradução da escritora Maria Valéria Rezende (ela também acaba de publicar Ouro dentro da cabeça, um emocionante romance juvenil sobre as aventuras e desventuras de um homem em busca de aprender a ler, que vale a pena conferir). Nas proximidades do Rio Nilo, o lorde inglês Evandale, junto com dois amigos, faz uma “descoberta inestimável”: um sarcófago riquíssimo, inviolado. Mas não se trata da múmia de um homem, como era de se esperar, e sim a de uma mulher, Tahoser. Um pergaminho junto dela é o ponto de partida para a reconstituição da sua e de várias outras histórias. Romance arqueológico da melhor qualidade, vem encantando leitores desde a publicação, em 1858.

Considerado inovador na arte do conto curto, ganhador do prêmio Nobel de Literatura de 1907, o escritor e poeta britânico (Joseph) Rudyard Kipling (1865-1936) foi um dos escritores mais populares da Inglaterra no final do século XIX, início do XX. Seus livros para crianças tornaram-se clássicos da literatura infantil e mostram um talento narrativo versátil e brilhante. Kim – em tradução de Maria Valéria Rezende – é uma de suas obras mais conhecidas. Publicada inicialmente em periódicos, saiu como livro, pela primeira vez, em outubro de 1901. O jovem Kimball O´Hara é um menino órfão, nascido e criado na Índia, quando esta ainda era uma colônia britânica. Vagando pelas ruas de Lahore (região onde é hoje o Paquistão), ele encontra um velho lama tibetano que busca se livrar da roda das coisas e fundir sua alma com a Grande Alma. Kim passa a segui-lo como discípulo, mergulhado em um ambiente ora hostil, ora sedutor, em empolgantes aventuras que incluem lutas e perigos, levando dentro de si os contrastes das culturas ocidental e oriental.

Publicado em 1913, A guerra dos botões, do francês Louis Pergaud (1882-1915) – agora em tradução de Reginaldo Francisco – narra os confrontos entre crianças de duas aldeias do sul da França, na década de 60. No início de mais um período letivo, um grupo de meninos de Longevernes, com idades entre 7 e 12 anos, é liderado pelo jovem Lebrac numa guerra contra as crianças da aldeia vizinha, Velrans, cujo chefe tem o apelido de Asteca. Travam impiedosas batalhas com estilingues e espadas de madeira. Numa delas, o líder arranca os botões da roupa de um prisioneiro de guerra, e a partir daí todos os embates têm um único objetivo: conquistar o maior número de troféus de guerra, ou seja, de botões. Aos poucos, a guerra ganha proporções mais sérias, como acontece nas guerras dos adultos. Uma divertida e fantástica batalha que mostra, ao mesmo tempo, a ingenuidade e o lirismo daqueles meninos e a crueldade e a insensatez dos adultos nos quais eles se transformariam, a exemplo de seus pais. O ganhou três versões cinematográficas. Agora, é só esperar pelos lançamentos. O ano novo já começa com ótimas promessas de leitura.

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de comunicação pelo e-mail ou pelo telefone (31) 3465-4500 (ramal 207).

← Voltar

Vendas institucionais e licitações
International calls
+55 (11) 3034 4468
Belo Horizonte
Rua Carlos Turner 420, Bairro Silveira,
Belo Horizonte - MG, CEP 31140-520,
Tel. (31) 3465-4500
São Paulo
Av. Paulista, 2073, Conjunto Nacional,
Horsa I, 23º andar , Conj. 2310, 2311, 2312
Cerqueira Cesar, São Paulo - SP, CEP 01311-940,
Tel. (11) 3034-4468
Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.