Grupo Autêntica

Autêntica Business Infantil e juvenil Yellowfante Gutenberg Nemo Vestígio Play

Fique por dentro do Grupo Autêntica

  • Notícias
  • Press Kit (Releases)
  • Saiu na Imprensa
  • Eventos
  • Contato
    (exclusivo para imprensa):

    (31) 3465-4500 (ramal207)

Caro Dr. Freud tem lançamentos em Belo Horizonte e São Paulo

12/11/2019 — Equipe

Caro Dr. Freud – Respostas do século XXI a uma carta sobre homossexualidade, organizado por Gilson Iannini, será lançado nessa terça, 12 de novembro, às 19h, na Livraria Quixote (Rua Fernandes Tourinho, 274 – Savassi), em Belo Horizonte. Além do organizador, estarão presentes para autógrafos os autores Marco Aurélio Máximo Prado (Sobretudo pelo poder de dizer) e Sarug Dagir (Brinquei com as palavras como se fossem cicuta).

O livro terá lançamento também em São Paulo, capital, no dia 21 de novembro, a partir das 19h30, na Livraria Travessa (Rua dos Pinheiros, 513 – Pinheiros). Na oportunidade, haverá roda de conversa com os autores Adilson José Moreira (A angústia de uma mãe negra), Lucas Charafeddine Bulamah (O preconceito era a regra no discurso de quase todos os psicanalistas), Pedro Ambra (Há muito tempo não recebo cartas), Sônia Máximo e Tales Ab’Sáber (Carta a Sigmund Freud: para além do desejo e poder).

Sobre o livro:
Em 1935, uma mulher americana escreveu a Freud, aflita que estava com a sexualidade de seu filho. Em 9 de abril do mesmo ano, ele escreve a resposta que se tornaria não apenas um documento histórico, mas também um poderoso instrumento de luta. Não por acaso, a carta circularia nas redes sociais brasileiras na infame disputa em torno da chamada “cura gay”, mostrando toda sua inesperada atualidade.

Oito décadas depois de Freud acalmar o coração daquela mãe, a Autêntica convidou ativistas, mães, filhos, pessoas LGBT ou não, psicanalistas, gente da literatura, da sociologia, da filosofia, do direito, dos estudos de gênero, etc., a se fazer uma pergunta: e se a carta do Dr. Freud fosse endereçada a você? O resultado são textos que expressam a diversidade das várias perspectivas teóricas, políticas, literárias e sexuais dos missivistas. As cartas, ora profundamente pessoais, ora claramente ficcionais, trazem a Freud as angústias de hoje, contam a ele as vitórias e as conquistas, mas também os desafios que ainda permanecem.

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de comunicação pelo e-mail ou pelo telefone (31) 3465-4500 (ramal 207).

← Voltar

Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.