Grupo Autêntica

Autêntica Business Infantil e juvenil Yellowfante Gutenberg Nemo Vestígio Play

Fique por dentro do Grupo Autêntica

  • Notícias
  • Press Kit (Releases)
  • Saiu na Imprensa
  • Eventos
  • Contato
    (exclusivo para imprensa):

    (31) 3465-4500 (ramal207)

Autêntica lança esperada tradução Vocabulário de Foucault

10/06/2009 — Assessoria de Comunicação

Outros três títulos de Filosofia chegam ao mercado em evento marcado por mesa redonda com estudiosos

Quatro importantes obras relacionadas às áreas de Filosofia e Ciências Humanas chegam de uma só vez ao mercado editorial: Vocabulário de Foucault; Infantis – Charles Fourier e a infância para além das crianças; ABeCedário de criação filosófica; e Filosofia – O paradoxo de aprender e ensinar.

Um dos livros mais esperados, o Vocabulário de Foucault, do argentino Edgardo Castro, com tradução de Ingrid Müller Xavier, reúne cerca de 300 verbetes sobre os principais temas foucaultianos – tais como experiência, loucura, história, linguagem, poder e crítica. Para o professor Sílvio Gallo, a obra possui grande abrangência e será fundamental para todos que estudam o filósofo: ”Como é uma obra muito bem trabalhada, ela tem muito potencial para quem pesquisa Foucault no Brasil”.

A tradução teve a revisão técnica dos professores Alfredo Veiga-Neto e Walter Omar Kohan, que o consideram um precioso instrumento de busca pelos pensamentos do filósofo: “Poucos escritos sobre Foucault merecem tanto o nome de ‘caixa de ferramentas’ como o livro que estamos apresentando em versão em língua portuguesa: Vocabulário de Foucault, de Edgardo Castro. Produto de um rigoroso e exaustivo estudo, não hesitamos em afirmar que se trata de um instrumento de trabalho precioso, fundamental, utilíssimo para os interessados em pensar com e a partir do filósofo. Com efeito, o leitor tem em mãos um sofisticado mapa de suas principais temáticas e questões. Cada verbete não apenas ‘faz referência a onde, nos escritos de Foucault, aparece cada termo, mas quer, ademais, oferecer uma indicação (às vezes sucinta, às vezes extensa) de seus usos e contextos’. Algo assim como o mais completo ‘motor de busca’ para visitar os caminhos de seu pensamento”.

O livro Infantis – Charles Fourier e a infância para além das crianças, assinado pelo professor emérito da Universidade de Paris 8, o francês René Schérer, e traduzido por Guilherme João de Freitas Teixeira, traz ao leitor as ideias pedagógicas de Charles Fourier, além de explorar concepções sobre a infância que escapam ao corriqueiro. De acordo com professora Virgínia Kastrup, a obra de Schérer traz uma concepção de infância distinta daquela fundamentada na psicologia do desenvolvimento infantil, relacionada às mudanças comportamentais referentes à idade, ao andamento da vida: “O livro traz a ideia de uma infância para além das crianças, que se aproxima do conceito ‘devir-criança’, de Gilles Deleuze e Félix Guattari”.

Em Filosofia – O paradoxo de aprender e ensinar, que recebeu menção honrosa na área de Educação pela Fundação Argentina do Livro, Walter Omar Kohan explora a relação paradoxal que se manifesta não apenas entre um professor e um aluno de Filosofia, mas em toda relação pedagógica propriamente dita. A obra é traduzida por Ingrid Müller Xavier.

Outra publicação que promete despertar grande interesse é o ABeCedário de criação filosófica, ousada seleção de pensamento-escrita organizada por Walter Omar Kohan e Ingrid Müller Xavier e escrita por 31 professores de diversos países da América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Uruguai), Portugal e Itália. A obra vai além de um dicionário de Filosofia, a partir dos conceitos dados a cada palavra utilizada, como definem os organizadores: “A filosofia diz respeito a olhar de certa maneira o mundo, partindo do que está mais perto da gente. O tratamento que neste livro é dado a cada palavra, na tentativa de ir além do dicionário, responde a essa ideia. Aqui, a criação parte da concretude de uma barba, um índio, uma janela para não deixar dúvidas sobre a proximidade entre a filosofia e o cotidiano. Noções tradicionais da filosofia, como amizade, pensamento ou justiça, também são concretas, embora pareçam abstratas”.

Segundo Sílvio Gallo, Filosofia – paradoxo de aprender e ensinar e ABeCedário de criação filosófica são obras importantes porque a Filosofia será, em pouco tempo, disciplina obrigatória nos três anos do Ensino Médio. Para o professor, os livros são fundamentais, pois um discute a prática de ensino da Filosofia na escola de forma muito interessante, o outro é essencial para o conhecimento filosófico.

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de comunicação pelo e-mail ou pelo telefone (31) 3465-4500 (ramal 207).

← Voltar

Fechar

Pesquisar por autor, título, série, coleção ou ISBN.