Professor, cadastre-se

Ruas e redes

Dinâmicas dos protestosBR

(Organização)

Carregando...

“Vemos, ouvimos e lemos…
Não podemos ignorar”
Cantata de Paz
Sophia de Mello B. Andresen

Este é um livro acerca dos usos dos espaços urbanos situados entre os edifícios das cidades e ao redor deles. Parece estranho anunciá-lo deste modo. Como se não fosse esse o lugar onde a ação política mais e melhor se expressa. Contudo, muitas das narrativas sobre o político surgem silenciadas ou invisibilizadas pelos quadros teóricos e analíticos que usamos correntemente para compreender/descrever a realidade política urbana.

São Petersburgo, janeiro de 1905. Que sabemos acerca dos modos como a ação política se organizou e foi reprimida nas ruas e praças dessa cidade monumental, em vésperas de uma histórica revolução? Pouco… quase nada. Os exemplos sucedem-se sobre lugares e lutas silenciadas, por isso tornados ausentes. Parecem não ter (ou não ter tido) existência.

Este Ruas e Redes trata de ruas, praças e boulevards de insurreição e rebeldia. Tudo recente… tudo incandescente. Começou há pouco, em Tiananmen. Varreu Sintagma, fez explodir Tahrir, revelou-se na Plaza del Sol… Em seguida passou o Atlântico e fala português. Os espaços públicos urbanos tornados tecnologia política que suporta dinâmicas de protesto social é a narrativa contida nas instigantes sete peças que compõem um livro que se lê de um fôlego. No seu conjunto, revelam uma cidade comunicante e uma gramática política renovada. Juntas, uma e outra, tornam este livro diferente de outros que, repentistas, procuraram, também eles, escrever o surto de acontecimentos iniciados em 2013. A interação da política com as tecnologias e os suportes de comunicação constitui, porém, a diferença específica deste livro. A noção de tempo, tal como a noção de espaço, altera-se, em consequência. Tudo está a mudar. Inclusive a linguagem plástica em que essa mudança se enuncia e a consciência que temos dela. Ruas e Redes mostra, categoricamente, que não é mais possível ignorar, silenciar e tornar invisíveis as novas dinâmicas, os novos instrumentos e atores, como também os renovados lugares de fazer política. Nos espaços livres situados entre as casas que habitamos na cidade e ao redor delas…

Carlos Fortuna
Universidade de Coimbra

Páginas: 192 • Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: brochura • ISBN: 9788582174470 • Código: 11693 • Área temática: Comunicação | Jornalismo | Mobilização Social • Autêntica Editora • Edição: 1, 1ª reimpressão - 2015 • Data de publicação: 06/05/2014


Obras da mesma área

Renascença Renascença Rodrigo Seabra
Para entender o jornalismo Para entender o jornalismo Bruno Souza Leal, Elton Antunes, Paulo Bernardo Vaz
Receba as novidades da Autêntica Editora
Vendas institucionais e licitações
+55 31 3465 4500
International calls
+55 11 3034 4468
Belo Horizonte
Rua Carlos Turner 420, Bairro Silveira,
Belo Horizonte - MG, CEP 31140-520,
Tel. (31) 3465-4500
São Paulo
Av. Paulista, 2073, Conjunto Nacional, Horsa I, 23º andar , Conj. 2301 Cerqueira Cesar, São Paulo - SP, CEP 01311-940, Tel. (11) 3034-4468
Rio de Janeiro
Rua Debret, 23, sala 401, Centro Rio de Janeiro - RJ, CEP 20030-080, Tel. (21) 3179-1975